31/10/2013


arte de rua de Banksy
Quando uma criança nasce, fazemos de tudo para protegê-la. Nós a alimentamos, nós a amamos. A criança tem a mente e o coração frágeis. À medida que ela cresce, ensinamos tudo o que sabemos. Nós a mandamos à escola para encher sua mente com maravilhosos conhecimentos, para que ela tenha as ferramentas necessárias para a vida. Na escola, ela tem uma amostra de como funciona o mundo lá fora. Há amizade, romance, frustrações, vergonha, discriminação, bulliyng. Mas será que as ferramentas que oferecemos são suficientes para prepará-la para este mundo? Temos uma enorme responsabilidade e uma incrível oportunidade. Se quisermos realmente preparar essa criança para o mundo lá fora, devemos também educar o coração. Porque, para navegar no mundo com compaixão, aceitação e tolerância, precisamos instruí-la na compaixão, na aceitação e na tolerância. Isso pode começar em nossas escolas, e pode começar hoje. Pode ser no treino de hockey, na aula de dança, nos acampamentos e nas aulas de música. Isso já está acontecendo ao redor do mundo com resultados impressionantes. Se quisermos que nossas crianças tornem-se jovens capazes social e emocionalmente, devemos pedir uma educação equilibrada, que dê importância tanto a educar a mente como a educar o coração. 

(The Dalai Lama Center for Peace+Education) http://dalailamacenter.org/



Um comentário:

Cristiane Marino disse...

Oi Helen, lindo texto.
Às vezes sinto que preparamos as crianças para ser mais uma engrenagem dentro do sistema e não para serem seres humanos!
Bjs